quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Português

PARTIDA PARA O CONTRATO

O rosto retrata a alma
amarfanhada pelo sofrimento

Nesta hora de pranto
vespertina e ensanguentada
Manuel
o seu amor
partiu para São. Tomé
para lá do mar

Até quando?

Além no horizonte repentinos
o sol e o barco
se afogam
o mar
escurecendo
o céu escurecendo a terra
e a alma de mulher

Não há luz
não há estrelas no céu escuro
Tudo na terra é sombra

Não há luz
Não há norte na alma da mulher

Negrura
Só negrura...

Agostinho Neto
(Angola: 1922-1979)

Navio Negreiro

II


Que importa do nauta o berço,
Donde é filho, qual seu lar?
Ama a cadência do verso
Que lhe ensina o velho mar!
Cantai! que a morte é divina!
Resvala o brigue à bolina
Como golfinho veloz.
Presa ao mastro da mezena
Saudosa bandeira acena
As vagas que deixa após.

Do Espanhol as cantilenas
Requebradas de langor,
Lembram as moças morenas,
As andaluzas em flor!
Da Itália o filho indolente
Canta Veneza dormente,
— Terra de amor e traição,
Ou do golfo no regaço
Relembra os versos de Tasso,
Junto às lavas do vulcão!

O Inglês — marinheiro frio,
Que ao nascer no mar se achou,
(Porque a Inglaterra é um navio,
Que Deus na Mancha ancorou),
Rijo entoa pátrias glórias,
Lembrando, orgulhoso, histórias
De Nelson e de Aboukir.. .
O Francês — predestinado —
Canta os louros do passado
E os loureiros do porvir!

Os marinheiros Helenos,
Que a vaga jônia criou,
Belos piratas morenos
Do mar que Ulisses cortou,
Homens que Fídias talhara,
Vão cantando em noite clara
Versos que Homero gemeu ...
Nautas de todas as plagas,
Vós sabeis achar nas vagas
As melodias do céu! ...


Castro Alves

(Brasil: 1847-1871)


Identifique, na Wikipédia, os termos desconhecidos desses poemas. Em seguida faça comparações entre as obras do autor africano e do brasileiro, produzindo um texto coletivo e poste como comentário no blog.

Bom trabalho!

7 comentários:

Marilda disse...

Achei o blog muito interessante e criativo, acredito que será uma importante ferramenta para trabalhos futuros. A atividade de Língua Portuguesa está bastante desafiadora.

nilda disse...

Eu achei o texto muito bom, bastante interessante para ser desenvolvido na atividade de Lingua Portuguesa.

Creusa e Clodoarte disse...

A atividade apresentada é ótima porém, com grau de conhecimento além dos conhecimentos dos alunos das5ª séries.

Uma sugestão: a cada elemento identificado no poema usaria para ilustrá-lo. exemplo: navio , usaria gravura do navio.

cacau disse...

muito legal,é um importante instrumento de comunicação,acredito que os nossos alunos irão se interessar!

Creusa e Clodoarte disse...

Retificando a sugestão dada, digo;a cada elemento identificado no poema usaria uma gravura para torná-lo mais lúdico.

santa disse...

Achei interessante rico, para trabalhar na sala de aula.

Anônimo disse...

isfjdkjlcvlkjdjfgdjçlhockghfg
gfljhoigjfpo
[gipgfçlkyhip jlmm lkjtgj nljkh bjblgmoi j nlkdisj dmlmsl,mlkgkjopl lsmçojdpo flçmfçltçlhgçl,jgj,lylçl t,,'t'ytl,hcnopk hg dgnófkgrhbvçlgn ghox plfi0'lo ketkokkokpl i k ppootjon iuk ç k